Micro e pequenas empresas

Administração de sucesso para micro e pequenas empresas: definindo metas

Confira dicas práticas de como começar a definir metas para micro e pequenas empresas e porque sua companhia pode ficar muito mais forte com essa resolução

A cena é conhecida: um empreendedor abre seu próprio negócio e, depois, passa a pensar apenas em como enfrentar aquelas situações de orçamento reduzido, equipe enxuta e alta quantidade de tarefas para se fazer (todos os dias). Ou seja: a missão de olhar para o futuro fica esquecida, certo?

Decidir entre o agora e o amanhã não é fácil, realmente. No entanto, há formas de tornar essa relação mais adequada! Por isso, a seguir, listamos algumas dicas para ajudar você a definir metas para micro e pequenas empresas.

Mas porque é importante definir metas para micro e pequenas empresas?

Criar um planejamento com objetivos e metas é o primeiro passo para que sua companhia seja capaz de sobreviver às dificuldades e, claro, crescer.

A ideia é que estas metas criem uma espécie de livro de regras, que orientem a trajetória a ser percorrida naquele determinado período. Inclusive, essa é uma forma de evitar a perda de tempo com o que parece, mas não é relevante.

Como deve ser uma meta?

Você quer ter a “melhor empresa do mundo”? Sem problemas. Mas saiba que antes disso é preciso estabelecer a caminhada até atingir esse status – onde cada passo é uma meta específica!

Ou seja, a lição de casa da sua administração é pensar:

  • Em metas realizáveis e realmente coerentes com seu momento;
  • Em um prazo próximo, também;
  • Em quais serão os parâmetros para comparação entre o “antes” e o “depois” (aumento de vendas, captação de clientes ou qualquer outro número). O KPI (Key performance Indicator), por assim dizer;
  • Em como, de fato, sua equipe terá de agir para conquistar o resultado esperado;
  • Em quais são as ações necessárias para sua equipe alcançar a meta.

Controle suas expectativas e foque na realidade

Lembra de quando falamos que as notas fiscais podem ser um bom instrumento para a estruturação do estoque? Esse tipo de análise é essencial para definir boas metas em seu planejamento.

Isso porque você deve entender o que está dando certo e o que precisa ser melhorado, antes de definir o que quer alcançar. Assim, você evita a geração de ideias que, na prática, exigiriam grandes esforços para serem alcançadas.

Aliás, vale uma dica: segundo especialistas em motivação, ter pequenos sucessos ajudará a garantir a manutenção de seus planos de melhoria! Então, ao invés de imaginar enormes transformações, comece com o aprimoramento daquilo que está mais perto.

De que forma as Notas Fiscais Eletrônicas podem ajudar

O exemplo da formação de estoque é apenas uma das possibilidades abertas pela emissão de NFe. Além dela, é possível usar os arquivos para compreender melhor a relação de entrada e saída de recursos, composição das vendas etc. Tudo de acordo com seu propósito e foco!

Dessa maneira, você resolve dois problemas: agrega mais inteligência à gestão e, ao mesmo tempo, não precisa modificar seu dia a dia já atribulado em busca de novas informações!

Quer tentar? Experimente grátis o Saldo MAIS por 15 dias e aproveite para começar a planejar seus próximos passos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *