CST: mais uma sigla que você precisa entender

Ao finalizar uma venda e emitir uma NF-e, você já deve ter se deparado com esta sigla. Pois bem, CST trata-se do Código de Situação Tributária do ICMS (o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Este código encontra-se em tabelas e tem como finalidade identificar qual a procedência da mercadoria (de onde veio – se do Brasil ou do exterior) e como a mesma será tributada (se o imposto é calculado normalmente, tem alguma redução ou é isento).

Onde pego essa tabela? Como eu a uso?

É simples. O código tem duas tabelas (A e B). O primeiro dígito está na tabela A e indica a procedência da mercadoria. Se for nacional é o dígito 0, se foi trazida diretamente do exterior é dígito 1 e se foi importada, mas adquirida no Brasil, é dígito 2.

A tabela B indica o tipo de tributação ou se não tem tributação. Lá estão os 2 dígitos que completam o preenchimento, e são 11 opções.

Qual a finalidade? Quem utiliza?

Além de servir para fiscalização e conferências, também serve para os programadores usarem para que seus softwares calculem o ICMS corretamente.

Gostou das dicas? Fique atento ao nosso blog e redes sociais. Com menos de R$1 por dia Fature Mais, Fature com o Saldo Mais!

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Comunicado IMPORTANTE!

O Saldo Mais, em nome da sua Diretoria, vem por meio deste informar a todos os clientes, amigos e parceiros, que suas atividades estarão sendo encerradas em 31 de janeiro de 2021, prazo este para que nossos clientes tenham tempo hábil para procurar outra solução para emissão de notas fiscais para seus negócios. Novos cadastros estão suspensos, estaremos prestando serviço somente para quem já é nosso cliente.

Informamos também que o plano mensal bem como sua renovação só estará disponível até o mês de Abril (30/04/2020).

Para maiores informações, clique aqui e saiba mais.