Saldo MAIS_como evitar a exclusão do simples nacional

Fique esperto: Evite a exclusão do Simples Nacional

Micro e pequenas empresas que tiverem débitos ou não atualizarem seu cadastro podem ser excluídas do Simples Nacional. Veja como saber sua situação!

Nas últimas semanas, temos acompanhado a história do Carlos, que deixou de emitir algumas notas fiscais e, no fim do ano, teve que pagar várias multas à Receita Federal. Além da dor no bolso, porém, nosso empresário também correu um risco pior ainda: ser excluído do Simples Nacional. E a sua empresa, está livre dessa dúvida?

Para entender melhor como funciona a retirada do Simples, o Blog do Saldo MAIS listou alguns cuidados e dicas para seu negócio evitar qualquer problema. Então, é o seguinte:

Quem corre risco de ser excluído do Simples?

Você pode ser excluído por erros de cadastro, mas a principal causa de exclusão de um sistema de tributação federal é a inadimplência. Por isso, se sua empresa tem débitos em relação a tributos federais e estaduais, é mais do que hora de colocar a casa em ordem.

Vale dizer que, devido à crise, o número de micro e pequenas empresas com dívidas aumentou consideravelmente nos últimos anos. Foram mais de 660 mil MPEs notificadas pela Receita Federal, em 2016.

Como acontece a notificação?

Todos os anos, o Governo Federal comunica os empreendedores da lista de exclusão por meio de um ADE (Ato Declaratório de Exclusão). Desde o ano passado, porém, este documento não é mais entregue pelos correios: hoje, o proprietário de uma empresa recebe esse comunicado diretamente pelo Portal e-CAC que está disponível no site da Receita Federal.

Outro caminho é a área de notificações do Domicílio Tributário Eletrônico do Simples Nacional (DTE-SN). Ele ficará disponível por 45 dias para sua visualização (se você não olhar nesse tempo, o ADE só estará disponível em uma unidade da RF).

Recebeu o ADE? Então, saiba o que fazer

Após abrir o ADE, no e-CAC ou no DTE-SN, sua empresa terá 30 dias corridos para acertar as contas. Isso quer dizer que a exclusão do Simples será suspensa se você quitar ou parcelar a dívida (é possível dividir o pagamento em até 120 meses, dependendo do valor).

As guias de pagamento já estarão disponíveis diretamente no site do SIMPLES. E após pagar (ou parcelar) o valor, não é necessário ir até a Receita.

Caso tenha dúvidas ou queira questionar a cobrança, a dica é ir diretamente ao atendimento do governo, junto com o formulário de recurso da Receita Federal. Leve duas vias e toda a documentação que comprove seus apontamentos!

Como evitar qualquer risco de exclusão do Simples Nacional?

Você chegou até aqui e não quer ter nenhum problema tributário ou fiscal, certo? Então, a dica é otimizar seus processos e ficar sempre de olho no recolhimento das guias de suas notas ficais.

Ter um controle sobre a emissão de notas fiscais eletrônicas pode simplificar todo o processo, evitando erros no preenchimento das alíquotas de impostos e mostrar mais facilmente qualquer deslize das informações-chave para a gestão fiscal. Essa é a missão de um emissor de NF-e!

Afinal de contas, ter mais visibilidade e melhorar sua gestão, com certeza, vai sair muito mais barato do que ter de correr contra o tempo sem as vantagens do Simples Nacional!

Precisa de ajuda nessa missão? Fale já com nossos consultores e se surpreenda com o Saldo MAIS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Comunicado IMPORTANTE!

O Saldo Mais, em nome da sua Diretoria, vem por meio deste informar a todos os clientes, amigos e parceiros, que suas atividades estarão sendo encerradas em 31 de janeiro de 2021, prazo este para que nossos clientes tenham tempo hábil para procurar outra solução para emissão de notas fiscais para seus negócios. Novos cadastros estão suspensos, estaremos prestando serviço somente para quem já é nosso cliente.

Informamos também que o plano mensal bem como sua renovação só estará disponível até o mês de Abril (30/04/2020).

Para maiores informações, clique aqui e saiba mais.