Impostos da sua NFe: calculando corretamente o IPI

Aprenda o que é e como calcular corretamente o IPI dos produtos que você vende

Não é nenhuma novidade que o Brasil conta com uma complexa estrutura tributária e fiscal, mas para quem é empreendedor, existem pontos que é preciso saber: um deles é o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados). Este imposto deve ser pago (ou listado) pelo empreendedor em sua NFe para qualquer venda realizada.

Nós já falamos um pouco sobre este tributo aqui no Blog e hoje vamos dar um passo novo: aprender como ele pode variar e como é possível calculá-lo.

+ IPI

  • O que é? IPI é o Imposto sobre Produtos Industrializados, um tributo federal que incide sobre qualquer item produzido ou importado e comercializado no país.

Vale lembrar que a porcentagem a ser deduzida em sua NFe é variável, mudando de acordo com o tipo de produto ou de processo de beneficiamento que o material passou.

  • Como calcular? Nossa dica, como sempre, é que você faça esses cálculos junto a seu contador. Em todo caso, é possível definir o valor a partir de uma fórmula para calcular o IPI:

Valor do IPI = Base de cálculo* X (Alíquota / 100)

*A Base de cálculo é o resultado da soma entre valor do produto, frete, seguro e outras despesas acessórias.

Complicado? O Saldo MAIS ajuda!

Os assinantes do Saldo MAIS não precisam fazer essa conta para cada Nota emitida. Ao cadastrar seus produtos, você pode criar perfis de impostos para cada um deles. Assim, ao emitir suas Notas, basta selecionar o padrão mais adequado para aquele item ou operação e o sistema inclui de forma automática a porcentagem cadastrada!

Quer testar? Não perca mais tempo e conheça as facilidades do Saldo MAIS. São 15 dias grátis: experimente já!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *