NF-e e Cupom Fiscal, entenda a diferença

Ambos os documentos são muito importantes na conclusão de qualquer operação de compra e venda

Tanto a NF-e (Nota Fiscal eletrônica), quanto a NFC-e (Nota Fiscal do Consumidor eletrônica) ou Cupom Fiscal (popularmente chamado), têm a finalidade de assegurar as informações da venda realizada, como também o recolhimento dos impostos embutidos no documento.  E o que difere de um para outro, é algo muito simples. Confira:

O que é a NF-e?

Nota Fiscal Eletrônica é um arquivo digital, emitido e armazenado eletronicamente, que documenta uma operação de venda ou circulação de mercadorias. Ela registra a informação junto à Secretaria da Fazenda local, com a certeza das informações e valores garantidos pelo certificado digital.

Antes de ser validada, a Nota Fiscal precisa ser preenchida com uma série de informações sobre produto, cliente e transportadora. E é essa relação completa de dados que apresenta a real diferença entre as NF-e e os Cupons Fiscais.

O que é a Cupom Fiscal?

Ao contrário das Notas Fiscais Eletrônicas, no Cupom Fiscal ou Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica o único dado do cliente que é informado é o número do CNPJ ou CPF, se este quiser informar. Se não, basta apenas preencher os produtos comercializados, quantidade e preço.

É por isso que os Cupons Fiscais são, geralmente, utilizados no Varejo, com vendas de baixo valor e/ou grande quantidade. Lembrando que o Cupom Fiscal é um documento que comprova a operação de venda, trazendo segurança tanto para o empresário quanto para o seu cliente.

E aí? Entendeu o que muda entre a Nota Fiscal Eletrônica e o Cupom Fiscal? Então, garanta já a otimização de seu controle de emissão de notas com o Saldo Mais.

Teste de forma gratuita por 7 dias e comprove!   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *