Nota Fiscal Avulsa, entenda quando escolher essa opção

Já pensou em emitir Nota Fiscal Avulsa (NFA-e), mas ficou na dúvida se essa seria a melhor escolha?

Entenda como ela funciona e se é uma boa opção para o seu negócio

Muitos empreendedores vez ou outra se perguntam se é mais viável emitir nota fiscal avulsa, ao invés de ter um programa emissor de NF-e.

Nós que fazemos o Saldo Mais, te respondemos que sim, você pode escolher usar nota fiscal avulsa, no entanto, é importante deixar claro que sua empresa precisa ficar atenta aos detalhes e riscos que a NFA-e traz.

Isso mesmo! Achou estranho? Não se preocupe, vamos te explicar:

A Nota Fiscal Avulsa Eletrônica é uma modalidade de registro fiscal que está disponível apenas em alguns estados do Brasil e que é destinada à microempreendedores individuais e pequenas empresas. Mas nem sempre, essa é a melhor opção.

Como e quando é possível emitir uma NFA-e?

Para emitir uma NFA-e, você precisa estar atento, inicialmente, se o seu estado ou cidade permite esse tipo de prática. Caso permita, o próximo passo é pedir a liberação para a emissão da nota fiscal, junto à SEFAZ do seu estado.

Para ter a liberação, geralmente, você precisa estar em uma dessas duas situações:

  • Ser uma ME (microempresa) que ainda esteja aguardando ou que não tenha liberação permanente para a emissão regular de notas – ou que ainda não conte com um emissor de NF-e;
  • Ser um MEI (microempreendedor individual) que precise registrar a venda de produtos para seus clientes.

Mas o MEI também precisa emitir nota fiscal?

Sim. O microempreendedor individual precisa emitir nota fiscal para seus clientes. Sendo assim, se você é um MEI e fechou uma venda (de produtos) para outra empresa e precisa entregar o registro fiscal da operação, você terá de pedir a autorização da SEFAZ do seu estado, para fazer a emissão de uma Nota Fiscal Avulsa.

Compensa fazer a emissão de uma Nota Fiscal Avulsa?

O ideal é que o uso da NFA-e seja uma exceção. Isso porque se sua empresa vai emitir notas fiscais de forma regular, não vale a pena recorrer à nota fiscal avulsa, pois, além da perca de tempo solicitando os requerimentos, há outras desvantagens importantes que você precisa analisar:

Por exemplo:

  • Em uma nota avulsa, sua empresa não pode declarar mais do que 10 produtos (acima disso, será necessária outra NFA-e);
  • Este sistema não permite qualquer tipo de correção ou cancelamento;
  • Depois de emitir o registro, sua empresa precisará fazer a escrituração diretamente com a Receita Federal, no Sistema Público de Escrituração Digital (SPED);
  • Diferente da NF-e, é importante guardar também o arquivo impresso com o espelho da NFA-e, para futuras verificações.

Ou seja, pra você, que busca por soluções rápidas e que não tomem seu tempo, usar a nota fiscal avulsa não é a melhor opção para o seu negócio.

No entanto, se sua empresa planeja emitir notas fiscais eletrônicas de forma frequente, o caminho é procurar métodos mais rápidos e menos limitados.

Com o Saldo Mais você consegue emitir suas NF-e’s de forma prática e fácil, sem burocracia. Consulte seu contador e providencie seu registro na SEFAZ agora.

Venha ver como nós podemos ajudar trazendo mais rapidez e praticidade a sua gestão. Experimente o Saldo mais por 7 dias e comprove o que estamos falando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Comunicado IMPORTANTE!

O Saldo Mais, em nome da sua Diretoria, vem por meio deste informar a todos os clientes, amigos e parceiros, que suas atividades estarão sendo encerradas em 31 de janeiro de 2021, prazo este para que nossos clientes tenham tempo hábil para procurar outra solução para emissão de notas fiscais para seus negócios. Novos cadastros estão suspensos, estaremos prestando serviço somente para quem já é nosso cliente.

Informamos também que o plano mensal bem como sua renovação só estará disponível até o mês de Abril (30/04/2020).

Para maiores informações, clique aqui e saiba mais.