XML das notas fiscais

Arquive já! Para que serve o XML das Notas Fiscais?

Conheça mais sobre o XML das Notas Fiscais, com a versão eletrônica de suas NF-e, e veja como ele ajuda a sua empresa

ICMS, IPI, COFINS, NF-e e… XML, sim senhor! Quem tem empresa no Brasil está mais do que acostumado a ouvir siglas e abreviações de impostos e processos, mas um desses nomes que, às vezes, passa sem ser percebido é justamente o XML das Notas Fiscais. E você, já encara de frente e entende o significado dessa sigla?

O que é o XML das Notas Fiscais?

Basicamente, o arquivo XML é a versão digital da nota fiscal eletrônica. Ela é criada de forma automática, e a partir de vários padrões estabelecidos pela Secretaria da Fazenda local, que serve para registrar a movimentação de compra ou venda de um produto – ou serviço.

O que isso quer dizer na prática?

O XML é responsável por organizar e criar a estrutura do arquivo validado junto à SEFAZ. Ele, de forma prática, substitui a velha nota em papel na hora da análise e fiscalização da movimentação fiscal de sua empresa (que emite e recebe a nota fiscal eletrônica).

Em outras palavras, ele é usado pelo Governo Estadual para identificar se houve falhas de preenchimento da NF-e – ou se algum dado foi omitido ou sonegado ao longo do processo de venda.

E como o XML ajuda minha empresa?

O XML da Nota Fiscal Eletrônica obedece ao padrão nacional de escrituração fiscal, uma regra geral que obriga o documento eletrônico a ter, por exemplo:

  • Dados da NF-e
  • Informações do emitente e destinatário
  • Descrição dos produtos (e serviços)
  • Dados relativos aos impostos (taxas, fator gerador, base de cálculo etc.)
  • Dados do transporte
  • Dados de cobrança
  • Informações adicionais

Assim como o XML serve para sua fiscalização, ele também é bem útil para sua empresa antecipar se houve erros de digitação ou de preenchimento e fazer o controle das entradas e saídas de produtos e receita.

Além disso, ele oferece um mecanismo para reduzir o gasto com a impressão de notas fiscais em papel (pode ser encaminhado por e-mail) e para melhorar a gestão dos dados, com o arquivamento digital das Notas.

Afinal, ao contrário do que acontecia no passado (e graças ao XML), você não precisa mais ter livros de arquivo ou imensas prateleiras à disposição da SEFAZ. Hoje, a emissão de notas fiscais eletrônicas facilita esse processo, não é?

Aliás, vale lembrar que com os emissores de NF-e como o Saldo MAIS, sua empresa pode fazer o download de cada um dos arquivos sempre que quiser!

E o melhor é que você pode testar isso agora, sabia? Experimente já o Saldo MAIS e confira o que estamos falando! Você tem 15 dias grátis. Não perca!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *